Por que investir tempo e dinheiro para criar um blog?

Há muitos anos venho em busca de encontrar um caminho que me traga emoção de trilhar, não só na atividade profissional, mas no modo de viver a vida. 

Enxerguei nos negócios digitais um caminho que me possibilitaria tudo que eu desejava conquistar: liberdade de poder trabalhar de casa e de qualquer lugar, independência profissional e maior chances de crescimento financeiro.

Com o trabalho de tantos profissionais bem sucedidos no mercado digital, me atrevi a pensar que eu também poderia ser capaz de ir mais longe. Mas de que vale um desejo sem ação? 

Então parti para o início dessa jornada, que considero ter começado quando saí definitivamente do regime de trabalho CLT. Confesso talvez ter me precipitado, agindo impulsivamente demais ao me demitir. Mas nem por um segundo sequer me arrependi. 

Acredito ser esse o sinal de que não cometi um erro em minha decisão. Tenho em mente, hoje, que conquistar tudo isso que desejo não será fácil ou rápido. Mas considero que evoluí muito nos últimos meses trabalhando pelo que verdadeiramente quero pra mim. E isso faz toda a diferença!

Agora, me movimento com direção. Ainda posso não enxergar todos os passos com clareza, mas não há um dia em que não estou em busca de descobrir.

E por isso criei este blog: com ele quero compartilhar minha jornada, meus aprendizados, fracassos e sucessos. 

Como você se comunica melhor? Criar um blog é a melhor opção?

Reconhecer seus pontos fortes e trabalhar para melhorá-los é um conselho que ouvi do marqueteiro Ícaro de Carvalho (O Novo Mercado) e que marcou minha memória e definiu minhas atitudes em relação ao trabalho.

Ao pensar que devo encontrar o que me diferencia do todo, e como trabalhar para conquistar algum reconhecimento, preciso também refletir sobre como expressar tudo isso ao mundo.

Sempre me expressei melhor pela escrita, isso é algo que sei já há algum tempo. Isso é uma predisposição, uma facilidade que tenho. Por outro lado, não me sinto confortável com câmeras, nem tenho a melhor das dicções.

De qualquer forma, tenho em mente que os dois pontos devem ser trabalhados para que evoluam para melhor com o tempo.

Como prioridade, um blog com artigos escritos por mim foi o melhor caminho que encontrei para iniciar minha presença online. Daqui a um tempo, quem sabe o que virá? 

Como seu conteúdo pode ajudar outras pessoas?

Uma das melhores coisas da internet é esse poder de conexão que ela nos dá – podemos encontrar pessoas com gostos e interesses similares em qualquer lugar do mundo!

Essa foi a grande revolução do último século – temos acesso a uma quantidade imensurável de conhecimento na ponta dos dedos, 24 horas por dia; também podemos vender nossos produtos e ideias para o mundo todo, usando esse mesmo conhecimento que está disponível online.  

De minha parte, quero aproveitar de todo esse poder para expandir os limites de meu negócio na medida em que for possível.

E creio que a melhor forma de fazer isso é através do conhecimento compartilhado: à medida que aprendo, ensino; na medida que ensino, aprendo.

Como expliquei acima, a escolha da forma como eu queria me comunicar – pela escrita – foi determinante para a definição da plataforma que escolhi começar. 

E você? Prefere escrever ou gravar vídeos ou podcasts? Me conta aqui nos comentários!

Você se conhece, sabe qual é sua personalidade?

Para definir a maneira como você vai se comunicar é importante conhecer suas características, qualidades e defeitos. Se conhecer bem, ou conhecer quem é sua marca, faz toda a diferença na comunicação.

A personalidade de uma marca influencia toda a comunicação com seus públicos – começando pelo nome, passando pela identidade visual e chegando até a forma de seus produtos e como é feito o atendimento ao cliente. 

Seja você um influenciador, um profissional independente ou um empresário por trás de uma marca, sugiro que estude os aspectos da personalidade humana, para então definir quais deles serão adotados e comunicados por sua marca.

A ideia é tornar as decisões cotidianas mais fáceis, pois a definição da personalidade de uma marca funcionará como um guia para o que faz sentido ou não na sua realidade. 

Você conhece as possíveis estratégias para chegar onde quer?

Usar a internet para fazer negócios nos exige aprender e aplicar técnicas de marketing digital – do site ao perfil no Instagram, são muitas as possibilidades para ser encontrado na rede. Justamente por serem muitas, há de se escolher em quais marcar presença.

Eu, por exemplo, escolhi site e blog para começar. Pra isso precisei estudar (e continuo estudando) sobre estratégias de SEO para aparecer nas buscas do Google, construção de sites em WordPress (uso o Elementor) e marketing de conteúdo para criar os artigos do blog.

Também sigo postando aos poucos no perfil do Instagram, ainda sem uma estratégia muito clara. Decidi testar o terreno de maneira cautelosa inicialmente, pois não é minha prioridade atual.

Acredito que isso também envolve minha personalidade – caminho mais devagar, buscando ter mais clareza antes de agir (apesar dos impulsos tomados aqui e acolá).

Algumas pessoas são mais agressivas e obtém resultados mais rápidos. Por isso faz tanta diferença tomar consciência de quem se é – por muito tempo me senti mal por alguns aspectos da minha personalidade, entrando em um ciclo vicioso muito prejudicial pra minha saúde mental.

Porém, conhecendo quem sou e como funciono melhor, entendo que posso trabalhar para tornar minhas características vantagens em vez de defeitos.

De qualquer maneira, ter uma visão ampla do mercado foi o que me ajudou a entender que deveria fazer escolhas e renunciar ao que não fazia sentido para mim.

Aconselho que você faça o mesmo: há muito conteúdo gratuito que pode te ajudar a ter uma visão panorâmica do que se pode fazer em termos de negócios digitais. 

Seja curioso, pesquise e entenda quem está fazendo o que. E se pergunte: que tipo de vida eu quero ter em 10 anos?

As regras te podam ou te potencializam?

Enrijecer a dinâmica do dia a dia com regras inflexíveis pode tornar sua comunicação chata de descolada da realidade. Digo porque já cometi alguns erros e perdi algumas oportunidades já no meu começo.

A gente se engana achando que será com as 17 dicas para criar posts para o Instagram que cresceremos na rede, ou que precisamos de 11 hacks para aparecer no primeiro resultado do Google. 

Fato é que há muito barulho na internet, e acredito que devemos realmente entender o que isso quer dizer: a atenção é cada vez mais rara e dispersa. É mais difícil ser ouvido ou mesmo percebido, assim como é mais fácil dispersar sua própria atenção do que deve ser feito.

Não caia nesse tipo de armadilha de fazer o que todos estão fazendo – “it’s a trap!”. É possível traçar estratégias de marketing para seu negócio de várias maneiras, combinando diferentes meios e canais para falar com seu público.

Você já tem uma estratégia para criar seu negócio digital? Já possui resultados? Me conta aqui nos comentários.

Nathália Quintão

Nathália Quintão

Designer especialista na criação de identidade de marcas.